O Brasil é um país de dimensões continentais e diversidade incomparável. De tão imenso dá para nos imaginar em metáforas: somos caixas, dentro de caixas, dentro de caixas, dentro de caixas.
Nossa gente tem diferentes cores, desejos, culturas, sabores, artes, sotaques… Aqui no Nordeste muitos são os brasis e muitas são as necessidades, vontades e sonhos de nossas crianças. Acreditamos
que a educação no Brasil só vai melhorar quando o Brasil entender que elas, as crianças, são seres capazes não apenas de perguntarem o “por que” das coisas, mas que elas carregam dentro de si muitas respostas, inclusive respostas que nós adultos necessitamos. É preciso prestar atenção no que elas assistem no que consomem no que repetem.

O Fórum Pensar a Infância será realizado pela primeira vez no Nordeste, dentro da Universidade Federal do Rio Grande do Norten (UFRN), em parceria com o Ministério da Cultura, entre os dias 06 e 10 de novembro, em diversos formatos; encontros entre realizadores audiovisuais, educadores e pesquisadores; e sessões especiais com o público em questão: as crianças e adolescentes. Juntos abriremos uma escuta para o saber sobre nossas crianças e tentaremos plantar o máximo de boas sementes possíveis. O Brasil tem 201,5 milhões de pessoas, dos quais 59,7 milhões têm menos de 18 anos de idade (Pnad 2013) Criadores e realizadores audiovisuais que falam para e sobre crianças são, juntos com pais e educadores, parte da formação dessa imensa população infantil, que hoje representa quase 30% da população brasileira.

A educação dessas crianças continua sendo o grande desafio do nosso país. O que queremos para elas? Que oportunidades o Brasil vai dar para sua imensa população infantil? Devemos compreender a produção audiovisual que pensa a infância, seja na animação, ficção ou no documentário – do Nordeste e de todo o Brasil – como aliada do ensino dentro e fora das salas de aula. As práticas mediadoras como “sessões de cinema” são multifuncionais e proporcionam as nossas crianças uma compreensão delas e do mundo que vai além do que se projeta na tela. Cinema é inclusão social, percepção da dramaturgia da imagem, vivência de linguagem, acolhimento afetivo, emocional.

Celebrar os 15 anos do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) realizando um Fórum Pensar a Infância no Nordeste e dentro de uma universidade com a importância da UFRN não poderia fazer mais sentido com o que acreditamos. Com o que sonhamos. E assim mantemos a certeza de que estamos no caminho certo para um futuro melhor.

Sejam Bem Vindos!

Confira a programação: Programação FICI Natal